31 de maio de 2010

Escola Profissional Agrícola D. Dinis - Paiã

Roy Tanck's Flickr Widget requires Flash Player 9 or better.

Get this widget at roytanck.com





HISTORIAL

1917
A Junta Geral do Distrito de Lisboa aprovou as bases gerais para a criação de uma escola de agricultura denominada “Escola Profissional de Agricultura do Distrito de Lisboa” e adquiriu as propriedades na Paiã, iniciando a instalação da Escola.

1919
Publicação das bases regulamentares da Escola. Inauguração oficial, entrada dos primeiros alunos
.
1929
Extinção da Escola nos antigos moldes.

1930
Reabertura da Escola agora denominada “Escola Profissional de Paiã, com cursos profissionais para além do ensino da agricultura.

1939
Extinção da Escola Profissional de Paiã e criação da “Escola Prática de Agricultura D. Dinis” resultante da fusão com a Escola Agrícola de Queluz, que foi criada em 1911 nos terrenos anexos ao Palácio de Queluz e instalada nalgumas dependências do mesmo, a Escola Prática de Pomicultura, Horticultura e Jardinagem de Queluz, a cargo da Associação Central de Agricultura Portuguesa.

1975
A Escola é equiparada às restantes congéneres do ensino secundário passando a denominar-se “Escola Secundária D. Dinis”. Admite alunos externos e raparigas.

1980
É assinado um contrato de comodato entre o Ministério da Educação e Ciência e a Assembleia Distrital de Lisboa passando a caber ao primeiro o encargo orçamental e a gestão do funcionamento da Escola.

1992
Enquadrada no Programa Prodep a Escola Secundária passa a Escola Profissional ministrando cursos de nível 3 nas áreas agrícola, agro-industrial e ambiente.

1995
A Escola passa a denominar-se “Escola Profissional Agrícola D. Dinis - Paiã”.

2009/2010
A Escola Profissional Agrícola D. Dinis adere pela 1ª vez ao Projecto Escola Electrão.

Uma Escola com esta história não pode ser estática. A Escola Profissional Agrícola D. Dinis – Paiã é uma Escola viva, muito viva, sempre pronta para novas aventuras e desafios. O projecto Escola Electrão é mais um dos muitos projectos que a Escola tem vindo a desenvolver. Toda a comunidade escolar esteve envolvida, incluindo os próprios Pais/Encarregados de Educação.

O que se fez de mais relevante:

- Preparação para sensibilizar a comunidade escolar e meio envolvente;

- Criação de um slogan/lema:

Energia

O interruptor vamos desligar
quando da luz não necessitar.
Vamos aprender a economizar
para a energia poupar.

Lâmpadas economizadoras
temos de usar
e novos hábitos implementar
para a economia melhorar.

A vida temos de salvar,
tudo devemos aproveitar.
Para o mundo melhorar,
este Planeta temos que preservar.

Pelo electrão,
todos em acção.

- Divulgação do projecto junto da comunidade e sensibilização para a sua implementação, distribuição de desdobráveis criados pelos alunos;

- Distribuição dos materiais fornecidos pela Escola Electrão e sensibilização dos alunos, pelos alunos;

- Várias Exposições temáticas para informar e sensibilizar a comunidade, tais como:

Semana Europeia de Prevenção da Produção de Resíduos

Semana da Água e da Floresta

Promovemos palestras orientadas por várias Instituições, tais como:

DECO
Para alunos

CÃMARA MUNICIPAL DE LISBOA
Para pessoal não docente

CÂMARA MUNICIPAL DE LOURES - SMAS
Para alunos

A Escola Electrão também nos Visitou, presenteando-nos com uma palestra

- Recolha de material

 Todos os elementos da comunidade foram dando um pouco do que em casa já não tinha utilidade, conscientes de que do velho se podia tornar novo e que desta forma se pode ser amigo do Ambiente sem custos e sem muito esforço.

Pelo Ambiente, separar separar.

Escola Profissional Agrícola D. Dinis - Paiã

1 comentário:

  1. Muito bom.
    Parabéns aos conceptores da informação.
    Continuem.

    ResponderEliminar